Quero um abraço dos meus bons amigos pois nenhum dinheiro compra os verdadeiros

Eu precisei me acalmar bastante antes de escrever esse post para não falar demais, ou falar besteiras. Não de um ponto de vista negativo, mas nem sempre devemos expor o quão bem nossa vida vai para evitarmos uruca, certo?

Sexta-Feira… Um dia normal. NÃO!

Eu tenho os melhores amigos do mundo, não posso negar.

Enfim, vamos aos fatos. Reunião às 9:00. Pensei comigo: ah, vou chegar às 8:00, uma hora pra tomar café, consigo chegar a tempo pra reunião e ainda posso sair cedo no final do dia. E pra que eu queria sair cedo? Simples: meus amigos planejaram uma despedida pra mim na casa da Joyce.

Sei que sou um desastre para acordar cedo, logo pedi ajuda para alguém que eu confio: K.

O despertador tocou às 5:00. Desliguei.

O despertador tocou às 6:00. Desliguei.

O despertador tocou às 6:25. Desliguei.

Que compromisso eu tinha mesmo?

O despertador tocou às 6:40. Desliguei.

7:10 da manhã a mocinha me liga, dizendo que perdeu a hora. E na minha cabeça eu só pensava: nossa, mas ela está com uma voz boa pra quem perdeu a hora. Até aí tudo bem. Me arrumei e fui.

Nisso, meu querido amigo Diego começa com uma história de que os ônibus não estavam passando na casa dele. E eu não desconfiei de nada!! Ele chegou tarde, então sairia tarde.

Eu estava completamente certa de que a K estaria lá, logo fiquei calma durante o dia. Então meu querido Diego me fala: ah, mas ela disse que não ia.

Eu acreditei? Não! Porque no fundo eu não conseguia acreditar.

18 e alguma coisa. Diego me fala que precisa ir ao banco antes de irmos até a casa da Joyce. Beleza. Vamos ao banco.

Estamos andando até a casa dela, conversando, fofocando. O de sempre.

Chegamos.

A porta é aberta e meus amigos estão lá! Léo, Caio, Lenita, Joyce, Diego. Eeeeeh! Mas está faltando alguém.

Olhei por cima do balcão e não vi ninguém.

Meus amigos me abraçando e eu pensando: putz, ela não veio mesmo.

Joyce: Amanda, guarda suas coisas no quarto.

Abro a porta do quarto.

AAAAAAAAHHHHHHHHHHH

(Quero inserir trocentos mil corações nesse espaço)

Tropecei em alguma coisa que não sei o que era.

Ela estava lá! Olhando pra mim! Com cara de menina travessa e com vergonha.

Ai gente. Amo vocês!

São os melhores amigos do mundo.

Mil anos passarão mas sempre lembrarei desse dia. Das emoções que senti. De como fiquei realizada.

Nunca tinham feito nenhum surpresa pra mim. Jamais!

Amo amo amo amo amo vocês!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s