A menina do guarda chuva

Hoje estava chovendo muito em São Paulo. Isso não é novidade nenhuma, lógico. Saí do metrô como sempre faço, encostei em uma cobertura e abri meu guarda chuva. Quando eu estava andando normalmente para o ponto de ônibus vejo uma menina correndo na minha direção. Tudo bem, eram 3 passos de distância, mas para mim ela estava correndo. Ela tinha minha altura, cabelos pretos e pele branca. Umas sardas ao lado do nariz, que oscilava entre pontudo e arrebitado e óculos. Ela entrou embaixo do meu guarda chuva e perguntou: Oi, você divide o guarda chuva comigo? Estou com preguiça de abrir o meu.
Eu respondi: claro!
E fomos andando até o ponto do ônibus. Uma risada daqui, um sorriso dali, chegamos ao ponto. Ela agradeceu e foi embora, em direção ao ônibus dela.
Quando guardei meu guarda chuva só conseguia pensar em porque não perguntei o nome dela.
E sigo pensando nisso até agora.
Será que amanhã vai chover?

Advertisements

One thought on “A menina do guarda chuva

  1. Devia ter perguntado. Mas sei porque isso não aconteceu, o acontecimento foi tão repentino que a reação só veio depois. Here comes the rain again…
    Post simples e direto, gostei!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s